Vingança

Antes, intrusa confusa
Agora, mudada calada
Pensas que sabes,
Sabes que não.
Jogas teus restos
Com remorso ao chão
Atiras teus sonhos
Na velha ilusão

Antes, julgado amado
Agora, sozinho deixado
Alma ferida,
Vingança cumprida.
Julgas o que vê
Ignoras o que não
Esqueceste outra vez
De ouvir o teu coração

Antes, casal feliz
Agora, espinho e cicatriz
Prometeste fazer
O coração dele sofrer
Mas esqueceste de perguntar
Se dentro dele tu não irias estar.

Cecília Richter

Anúncios

Sobre Richter

A realidade não me é conveniente.
Esse post foi publicado em de minha autoria, poesias. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s